O Pr. Gilson Soares dos Santos é casado com a Missionária Selma Rodrigues, tendo três filhos: Micaelle, Álef e Michelle. É servo do Senhor Jesus Cristo, chamado com santa vocação. Bacharel em Teologia pelo STEC (Seminário Teológico Evangélico Congregacional), Campina Grande/PB; Graduado em Filosofia pela UEPB (Universidade Estadual da Paraíba); Pós-Graduando em Teologia Bíblica pelo CPAJ/Mackenzie (Centro Presbiteriano de Pós-Graduação Andrew Jumper). Professor de Filosofia e Teologia Sistemática no STEC. Professor de Teologia Sistemática no STEMES, em Campina Grande - Paraíba. Pastor do Quadro de Ministros da Aliança das Igrejas Evangélicas Congregacionais do Brasil (AIECB). Pastoreou a Igreja Evangélica Congregacional de Cuité/PB, durante 15 anos (1993-2008). Atualmente é Pastor Titular da Igreja Evangélica Congregacional em Areia - Paraíba.

25 de setembro de 2012

Satanás Pode Ouvir Nossos Pensamentos?


Satanás pode ouvir nossos pensamentos?


John MacArthur

Satanás pode ouvir o que nós dizemos e conhece os nossos pensamentos? Deveríamos evitar orar em voz alta porque Satanás poderia nos ouvir?
Não há nada na Bíblia que indique que Satanás é onisciente. Não há nenhum versículo que diga que ele sabe tudo ou que ele pode ler nossos pensamentos. Mas ele é perito em predizer o comportamento humano porque ele o viu em operação por tanto tempo. Ele pode antecipar o que você fará em uma determinada situação sem conhecer seus pensamentos por causa do conhecimento que ele tem da humanidade e porque ele tem uma mente sobrenatural.
Mas em termos de ser onisciente e poder ler seus pensamentos (como Deus pode fazer), a Bíblia não apóia essa idéia de forma alguma. Ela nunca nos diz que anjos são oniscientes. E se um anjo santo não é onisciente, um caído também não é. Portanto, Satanás não pode ler nossos pensamentos, mesmo que ele seja bom em predizer o comportamento humano porque ele já viu tanto dele.
"E se um anjo santo não é onisciente, um caído também não é."
Eu falei em uma conferência em Iowa sobre este problema. Pessoas estavam perguntando coisas como "Como você lida com demônios?" e "Precisamos de exorcismo para nos livrarmos de demônios?" Bem, há muitas pessoas hoje que dizem que sim. Eu li um livro sobre libertação, certa vez, no qual o autor descreveu um médico que foi supostamente libertado do demônio do gotejamento pós-nasal1. E nessa abordagem, sempre que você pensa que tem um demônio, há uma certa fórmula mágica que você diz ou você anda de uma lado para o outro ou "clama o sangue"2 - seja lá o que for que essa frase signifique, já que não vem da Bíblia. O sangue já foi clamado em seu favor na hora da sua salvação e isso resolve a questão.
Há pessoas que defendem pequenas fórmulas e práticas do tipo sessão-espírita com uma conotação cristã, reivindicando que podem expulsar demônios e assim por diante. Mas quando você vai para a Bíblia, percebe que lidar com o diabo é realmente tão simples quanto ir a Efésios 6 e vestir a armadura de Deus. Veja que, em Efésios 6, diz assim: " a nossa luta não é contra o sangue e a carne, e sim contra os principados e potestades", certo? Nós estamos lutando contra demônios e contra Satanás.
"O que ele diz é: "Vista a armadura de Deus" e aquilo de que aquela armadura realmente consiste é a justiça."
Mas o que fazemos com isso? O melhor lugar para descobrir é ler ali mesmo naquele capítulo, não é? Note que ele não diz: "Vá tratar de exorcizar seus demônios com um exorcismo cristão". Nem diz: "Vá arrumar alguém para expulsar seu demônio". O que ele diz é: "Vista a armadura de Deus" e aquilo de que aquela armadura realmente consiste é a justiça. O coração dela é "a couraça da justiça". A chave, então, é viver uma vida íntegra, cheia do Espírito e confiar no poder soberano de Deus.
Portanto, não há nada na Bíblia que diga que Satanás pode ler nossos pensamentos. Certamente demônios podem ouvir o que dizemos. Eles podem entender o que nós dizemos. E, como eu disse antes, eles são muito bons em predizer as respostas comuns do homem porque eles praticam isso há muito tempo.
Mas não se preocupe com isso! Uma senhora me disse uma vez: "Nós sussurramos", porque ela tinha medo de que demônios ouvissem as orações dela. Minha resposta foi: "Bem, isso é tolo!". Você pode ir confiantemente diante do trono da graça. No Antigo Testamento, não diz: "E Davi sussurrou ao Senhor"; o que diz é: "E Davi disse ao Senhor" - e ele pôs para fora o que tinha para dizer. Você nunca ouviu falar de qualquer momento no ensino do apóstolo Paulo sobre oração em que ele diz: "Não fale alto". Quando ele desejava orar, ele simplesmente orava e não se preocupava se Satanás o ouvia porque ele estava vivendo de tal modo que Satanás não podia fazer nada a respeito de qualquer forma. Essa é a questão.

1 N. do Trad.: Post-nasal Drip - é uma condição das vias respiratórias que pode ser a causa de tosse crônica e outros problemas, também crônicos.
2 N. do Editor: "Clamar o sangue de Jesus" é um recurso comum em meios carismaníacos (citando Mark Driscoll) quando se quer amarrar e expulsar demônios. Muito comum em alguns tipos de música dita evangélica comoeste exemplo e este demonstram.

(Extraído, na íntegra, do blog http://www.bomcaminho.com)

24 de setembro de 2012

Missões: A Maior Rede Social de Todos os Tempos

MISSÕES: A MAIOR REDE SOCIAL DE TODOS OS TEMPOS

Pr. Gilson Soares dos Santos

Necessariamente, todo aquele que nasceu de novo precisa adicionar missões ao seu coração e aceitar as responsabilidades postadas nas Sagradas Escrituras.
     
É impossível que alguém que tenha nascido de novo, e esteja curtindo sua nova vida em Cristo, fique parado sem compartilhar esta mensagem singular do Evangelho da Graça. Pois este é o maior presente que podemos dar a alguém: sugerir Cristo para ser adicionado aos seus amigos, ou melhor dizendo, seu melhor amigo.
     
O maior evento na linha do tempo de toda a humanidade foi a morte e ressurreição de Cristo, e o grande evento aguardado por todos nós é sua volta para buscar sua igreja. Não há foto nem vídeo que consiga retratar sua vinda, que é “tão certa quanto a alva” (Os 6.3).
     
O Evangelho precisa ser anunciado, seja nos grandes murais nas cidades ou num bate-papo do evangelismo pessoal, de casa em casa. O maior comentário do dia deve ser a conversão de um pecador. O diabo comenta de raiva e os homens de boa vontade comentam de alegria os grandes feitos de Deus.
     
Sabemos que fazer missões é cutucar o diabo, pois o inferno se levanta contra aqueles que resolveram publicar a mensagem da salvação. Mas os amigos de Cristo Jesus são mais que vencedores por meio d’Aquele que nos amou e nos ama. Formamos parte do grupo dos vencedores. Daqueles que viraram a página da história e em Cristo agora somos novas criaturas. Quanto mais o inimigo se levanta, mais kkkkkkkkk da cara dele e rsrsrsrsrs quando lembramos que Cristo “despojou os principados e potestades, triunfando deles na cruz” (Cl 2.15).
     
Marque alguém para ser evangelizado antes do aniversário dessa pessoa, use todos os aplicativos que a Palavra de Deus disponibiliza para você, trazendo o maior número possível de pessoas para esta grande rede social, e, depois de ler este artigo, “no que você está pensando?”. É isto compartilhe, compartilhe, compartilhe!!!!

21 de setembro de 2012

Missões: Uma Perspectiva Cultural


MISSÕES: UMA PERSPECTIVA CULTURAL

É consenso entre os missiólogos e missionários que pregar o evangelho em outras culturas, desconhecendo-as, é muito difícil e, para muitos, até impossível. Quando o Evangelho é comunicado em outras culturas a pregação torna-se “tricultural”, ou seja, envolve três culturas: A cultura da Bíblia, a cultura do missionário e a cultura do receptor.  

Missões transculturais deve ser assunto constante em nossas conversas com nosso Soberano Deus. Precisamos colocar diante do nosso Senhor todos os pregadores do Evangelho que fazem a comunicação das boas novas em culturas diferentes da sua. É preciso muita direção do Espírito para a pregação do Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo em circunstâncias transculturais.

Estou postando aqui um link que o levará para um artigo do Rev. Gildásio Reis que trata do assunto.

Que o Senhor Jesus Cristo nos abençoe!

Pr. Gilson Soares dos Santos

Para acessar o artigo, clique no link abaixo:

20 de setembro de 2012

Assumindo Compromissos

ASSUMINDO COMPROMISSOS

Pr. Gilson Soares dos Santos

Introdução

Quando alguém nasce de novo, deixa as velhas práticas. Busca cada dia mais a santificação. Muitas coisas maravilhosas, preciosas acontecem em sua vida.

O novo filho de Deus também assume compromissos com o Reino de Deus.

Estudaremos nesta lição sobre os compromissos do novo filho de Deus, do novo discípulo de Cristo.

01 QUAIS SÃO OS COMPROMISSOS QUE AQUELE QUE NASCEU DE NOVO ASSUME NO REINO DE DEUS

A – O compromisso de amor a Cristo

Vejamos o texto de Mateus 10.37

A1 – O amor a Cristo está acima de todas as outras coisas.

Vejamos o texto de Marcos 10.29,30:

A2 – O compromisso com Cristo é superior a qualquer bem terreno.

B – O Compromisso com uma vida cristã autêntica


B1 - De oração (Leia I Tessalonicenses 5.17);

O nascido de novo sente necessidade de orar, de buscar a face do Senhor. Ele agora sabe que não precisa de intercessor para chegar a Deus, por isso ele aprende a orar.

Por que é importante a oração?

  • Nos livra da tentação (Mateus 26.41);
  • Pode muito em seus efeitos (Tiago 5.16);
  • Faz que recebamos as bênçãos no “banco do Céu” (Mateus 7.7)

 B2 - De meditação na Palavra do Senhor (Salmo 1.2);

O nascido de novo medita na Palavra de Deus de dia e de noite. Sua edificação espiritual vem por meio do estudo, exame e meditação na Palavra de Deus.

Por que é importante a prática da meditação na Palavra de Deus?

  • Nela encontramos a vida eterna (João 5.39)
  • Se desconhecermos a Palavra, nós erramos (Mateus 22.29)
  • Somos bem aventurados quando meditamos nela (Salmo 1.1,2)

 B3 - De jejum (Marcos 6.16-18);

 O novo convertido, embora não tenha muito ensinamento sobre jejum, deve procurar saber um pouquinho sobre esta prática proveitosa para o viver cristão.

 Por que é importante o jejum?

  • Nos dá poder sobre os demônios (Mateus 17.21)
  • Faz que obtenhamos êxito e bênçãos diante do Senhor
  • Nos faz vencedores

B4 - De louvor (Salmo 100.4);

 Nós fomos salvos para o louvor da glória de Deus. Por isso, aquele que nasceu de novo deve dedicar sua vida, seu tempo para louvar ao Rei dos Reis e Senhor dos Senhores.

Por que é importante o louvor?

  • Nos dá vitória sobre os inimigos (Salmo 18.3)
  • Rompe barreiras e cadeias (Atos 16.25,26)
  • Exalta a Deus, é bálsamo para a alma

B5 - De evangelização (Marcos 16.15).

Aquele que nasceu de novo sabe da importância do evangelho e sente desejo que outros também conheçam o Evangelho do Senhor Jesus.

Por que é importante a evangelização?

  • Abrevia a volta do Senhor (Mateus 24.14)
  • Arranca almas do império das trevas
  • Somos galardoados por isso.

B6 - De dízimos e ofertas (Malaquias 3.10);

Aquele que nasceu de novo envolve-se no Reino de Deus com suas contribuições, seus dízimos e ofertas.

Por que é importante entregarmos dízimos e ofertas?

  • É uma forma de gratidão ao Senhor.
  • As bênçãos de Deus virão sobre nós (Provérbios 3.9)
  • Afasta o devorador das nossas casas.

B7 - De congregar-se no templo (Salmo 27.4; Hebreus 10.25);

Aquele que nasceu de novo sente a necessidade de estar no templo, congregado com seus irmãos em Cristo.


B8 - 6.7 – Compromisso com a liderança da Igreja (Hebreus 13.17; I Tessalonicenses 5.12,13; I Timóteo 5.17).

O novo convertido deve apresentar-se à liderança da igreja, manter comunhão com aqueles que estão na liderança da igreja e são responsáveis diante de Deus pela vida daqueles que o Senhor chamou.

C – O Compromisso com seus irmãos em Cristo


C1 - De ajuda-los (Gálatas 6.10);

Sempre que puder, ajude os irmãos que têm necessidades.


C2 - De Amá-los (João 13.35; I João 4.7-12);

É preciso amar os irmãos com o amor fraternal ensinado por Cristo Jesus.


C3 - De orar por eles (Tiago 5.16);

A bíblia diz que devemos orar uns pelos outros. O Novo Convertido busca orar pelos seus irmãos em Cristo.

02 SOBRE A EVANGELIZAÇÃO, COMO UM NOVO CONVERTIDO PODE EVANGELIZAR?

O novo convertido pode evangelizar sim. Pois existem várias maneiras de evangelizar, e elas são progressivas.

Vejamos:

A - Distribuir folhetos: o novo convertido pode começar entregando folhetos, ele não vai precisar dizer nada, somente entregar o folheto, e isso já é uma forma de evangelizar;

B - Convidar pessoas a irem à igreja: o novo convertido pode levar visitantes à igreja;

C - Testificar: o novo convertido pode testificar o que Deus fez em sua vida. Como também pode mostrar através do seu comportamento como Deus pode mudar a vida do homem. Isso também é evangelização;

03 A FREQUÊNCIA AOS CULTOS É IMPORTANTE E NECESSÁRIA?

Sim. Vejamos o seguinte:

A - O salmista disse que era melhor um dia na casa do Senhor, do que mil em outro lugar (Salmo 84.10).

B – O salmista pediu para morar na casa do Senhor (Salmo 27.4).

C – O salmista sentia alegria quando era chamado a ir à casa do Senhor (Sl 122.1).

D - A profetiza Ana, com quase 84 anos, estava todos os dias no templo (Lc 2.36, 37).

E - Os crentes dos primeiros tempos da igreja estavam todos os dias no templo (At 2.46).

F - Jesus deu exemplo, estava todos os dias no templo (Mc 14.49).

G - A Bíblia diz que não devemos abandonar nossa Congregação, isto é, a reunião com os irmãos (Hb 10.25).

04 É POSSÍVEL A UMA PESSOA NOVA CONVERTIDA CUMPRIR TUDO ISTO QUE ESTÁ NA PALAVRA?

Por seus próprios esforços, não.

Mas ele deve esforçar-se, sempre lembrando que essas coisas acontecerão pela graça soberana de Jesus Cristo.

É o Senhor Jesus quem conduz o novo convertido, aquele que nasceu de novo, a uma vida de santificação, a viver em “novidade de vida”.

CONCLUSÃO

Quando nascemos de novo, somos transformados de “glória em glória”. Cada dia avançamos para o alvo para o qual fomos chamados.

18 de setembro de 2012

A Bíblia em Ordem Cronológica


LEITURA DA BÍBLIA EM ORDEM CRONOLÓGICA

Sabemos que os livros sagrados, da maneira como estão agrupados na Bíblia, não estão em ordem cronológica.

Muita gente me pergunta se tenho um plano de leitura bíblica em ordem cronológica.

Algumas bíblias já trazem um plano de leitura em ordem cronológica, outras já têm todo o roteiro em ordem cronológica.

Estou postando aqui um link que irá direcionar os (as) leitores (as) do nosso blog a um plano de leitura da Bíblica em ordem cronológica.

Aproveitem! Deus nos abençoe!

Pr. Gilson Soares dos Santos

Clique no Link

14 de setembro de 2012

A Reforma da Filosofia em Ludwig Feuerbach


A REFORMA DA FILOSOFIA EM LUDWIG FEUERBACH

Gilson Soares dos Santos

Ludwig Feuerbach (1804-1872), partindo do pressuposto de que se vive uma época nova da humanidade, apresenta a necessidade de uma reforma da filosofia, não sendo esta uma resposta à filosofia anterior, visto que, à semelhança da reforma luterana, é necessária para a sua época. Para que essa reforma aconteça é necessário o fim do cristianismo, o fim da religião. Propondo uma redução da teologia e da religião à antropologia

Para Feuerbach há inteira diferença entre uma filosofia que se situa numa época que é um estágio sucessivo da época anterior e uma filosofia que incide num período totalmente novo da humanidade. Uma filosofia que se incide numa nova era da humanidade não pode ser uma resposta às filosofias anteriores, deve ser essencialmente diversa. Para ele, a reforma da filosofia é necessária e deve corresponder à necessidade da época, da humanidade. Pois a verdadeira necessidade está na exigência do futuro, no futuro antecipado, no movimento para frente. É preciso ser absolutamente negativo para criar a novidade. Essa reforma, para Feuerbach, pressupõe o fim do cristianismo, o fim da religião, que é um fato totalmente humano. É a negação do cristianismo que põe a necessidade da reforma da filosofia. Não uma negação qualquer, mas uma negação consciente, e é essa negação que funda uma filosofia nova, “resolutamente acristã”.
            
Segundo Feuerbach o cristianismo é negado mesmo por aqueles que tentam sustentá-lo. O cristianismo é um simples nome e já não corresponde nem ao homem teórico, nem ao homem prático; não satisfaz ao espírito nem ao coração. Para ele, a filosofia prevalente está atrelada à decadência do cristianismo, embora pretendesse ser a sua negação. Logo, uma filosofia que, de fato, ponha fim ao cristianismo, que exclua Deus das questões filosóficas e atente para o homem e as questões sociais é a filosofia necessária da nova era da humanidade.
            
A filosofia necessária, segundo Feuerbach, é uma filosofia que tome o lugar da religião, pois para substituir a religião, a filosofia deve tornar-se religião enquanto filosofia, introduzindo em si mesma aquilo que constitui a essência da religião. É claro, de um modo a ela conforme. Por isso, uma filosofia totalmente diversa deve entrar no lugar da filosofia antiga.
            
A religião, na concepção de Feuerbach, é um fato totalmente humano. Sempre desempenhou um papel fundamental na história do homem concreto. Segundo ele, a religião é, na verdade, a projeção da essência do próprio homem. A religião não passa das relações do homem consigo mesmo. Em outras palavras, não é Deus que cria o homem, mas o homem que cria Deus. Conhecemos o homem pelo seu Deus. O homem constrói a divindade sem nela se reconhecer. É hora desse mesmo homem substituir o divino. O espírito dessa era é o do realismo. Nesse entendimento, é hora também de tornarmo-nos novamente religiosos, não com a religião que cria um Deus, mas com a política transformada em religião, abandonando um Deus distinto do homem. Essa desconfiança em Deus funda o Estado.

O Estado é a realidade e a refutação prática da fé religiosa. O Estado torna-se o deus dos homens, uma vez que estes estão sem deus no Estado. Acontece aqui, ao mesmo tempo, uma refutação e uma realização da fé religiosa. Há uma refutação em relação a Deus, mas a crença passa a ser agora no Estado. O Deus do céu é substituído por outra divindade, o homem. “O Estado (verdadeiro) é o homem ilimitado, infinito, verdadeiro, completo, divino.”. O Estado é o homem absoluto. O ateísmo prático é o vínculo dos Estados. 

Feuerbach não vai negar a unidade entre finito e infinito. O espírito absoluto é o espírito finito. Na religião o infinito está fora do homem, no Estado o infinito está no homem. Na religião o infinito se realiza em Deus ou na idéia absoluta, no Estado o infinito se realiza no homem. No singular o homem é finito, na coletividade ele é infinito. O infinito está contido no homem, embora o homem seja finito.

Assim Feuerbach apresenta teses provisórias para a reforma da filosofia. A nova filosofia deve entender que o núcleo secreto da teologia é a antropologia. “A consciência resoluta, tornada carne e sangue, de que o humano é o divino e o finito é o infinito” é a fonte da nova filosofia. Sua tarefa não é reconhecer o infinito como o finito nem transpor o finito para o infinito, mas trazer o infinito para o finito. Pois o começo da filosofia não é a idéia absoluta, mas o finito. Isso é um contraponto ao caminho apresentado pela filosofia especulativa (teologia) que parte do abstrato para o concreto, do ideal para o real. O caminho da filosofia especulativa nunca permite chegar à realidade verdadeira.

É partindo do conhecimento dos seres e das coisas como são que a filosofia encontra sua mais elevada tarefa. Só há pensamento através da sensação, sensualismo. Isso opõe-se à abstração, mas coloca a realidade humana em sua abstração. O homem não deve deslocar o ser para fora de si antes de encontrá-lo em si. Começa pelo finito e neste encontra o infinito. O começo da filosofia é o finito, o real, pois o infinito não pode pensar-se sem o infinito.

A nova filosofia é caracterizada pelo antropoteísmo, que é a religião autoconsciente, a religião que a si mesmo se compreende. A nova filosofia deve negar a filosofia como qualidade abstrata, particular. Nela o homem sabe que é a essência autoconsciente da natureza, a essência dos Estados, da história e da religião. A nova filosofia apresenta-se como filosofia positiva.

A reforma da filosofia de Ludwig Feuerbach desvinculada de uma filosofia anterior é, portanto, uma filosofia que reflete o humanismo. Uma reforma necessária à época, época da humanidade, envolvendo a negação do cristianismo, de maneira consciente, e atentando para o homem e suas questões sociais, partindo, é claro, das necessidades da humanidade. Uma filosofia do homem, uma antropologia. Do homem que compreende a si mesmo, uma filosofia identificada como antropoteísta, com ênfase na empiria. Pois “O homem é a existência da liberdade, a existência da personalidade, a existência do direito.”
           
           


BIBLIOGRAFIA

FEUERBACH. Ludwig, Princípios da Filosofia do Futuro e outros escritos. Pag. 13-35. Tradução: Artur Morão. Lisboa / Portugal: Edições 70, LTD.


11 de setembro de 2012

Mulher Pode Ser Pastora?



MULHER PODE SER PASTORA?

Hoje tem se tornado comum mulheres sendo consagradas ao ministério pastoral.  Não são poucas as mulheres que se destacaram como pregadoras, e até cantoras, e adquiriram o título. Hoje são chamadas pastoras. Porém, biblicamente falando, mulher pode ser ordenada ao ministério pastoral? Mulher pode ser pastora? Será que as mulheres que aceitam a ordenação feminina têm, de fato, uma exegese sobre o assunto? Será que os pastores que impõem as mãos e ordenam mulheres ao sagrado ministério têm uma exegese sobre tal prática?
De um lado, temos os igualitaristas afirmando que Deus criou homens e mulheres iguais, a submissão da mulher ao homem é proveniente do castigo divino, em virtude da queda. Mas em Cristo, segundo os igualitaristas, não há mais diferença, homem e mulher voltam a ser iguais, a subordinação é removida.
Por outro lado, os diferencialistas ensinam que a diferença entre homem e mulher vem desde a criação e, portanto, antes da queda. Deus estabeleceu papéis distintos para o homem e a mulher. A diferença entre ambos não é removida, pois é complementar, isto é, eles se complementam nesta diferença.
O tema é, de fato, controverso. Mas a Bíblia Sagrada é clara quando a este assunto. Para que o (a) amado (a) leitor (a) deste blog tenha uma compreensão melhor sobre o assunto, tendo uma exegese bem mais profunda, estou postando aqui um link que o (a) levará a um artigo do Rev. Augustus Nicodemus, que trata do tema com a seriedade bíblica.

Um Grande Abraço,

Pr. Gilson Soares dos Santos

Para acessar o link clique no tema abaixo:

6 de setembro de 2012

Trinta Conselhos Para Seminaristas e Teólogos Iniciantes


TRINTA CONSELHOS PARA SEMINARISTAS E TEÓLOGOS INICIANTES

É comum ao iniciarmos nossa carreira de seminarista ficarmos encantados com o mundo acadêmico. É bom quando encontramos alguém experiente que nos dá algumas orientações, a fim de evitarmos os exageros e as tentações próprias de um teólogo iniciante.

Hoje quero postar um link que o encaminhará para a página de Daniel Santos Jr. Lá você encontrará um artigo do professor John Frame. Excelente artigo para seminaristas e teólogos iniciantes.

Deus nos abençoe!

Pr. Gilson Soares dos Santos


4 de setembro de 2012

Deixando as Velhas Práticas


DEIXANDO AS VELHAS PRÁTICAS

Pr. Gilson Soares dos Santos

INTRODUÇÃO

Todo aquele que nasceu de novo vive uma nova vida. Certamente deixa todas as práticas erradas que faziam parte do “velho homem”.
    
Dedicaremos esta lição para descobrir práticas que a Bíblia condena e que, certamente, aquele que nasceu de novo, deixa de praticá-las. Trabalharemos com uma serie de textos que nos apresentam práticas a serem abandonadas.

01 QUAL O PRIMEIRO GRUPO DE PRÁTICA CONDENADAS PELAS SAGRADAS ESCRITURAS?

A – Vejamos o texto de I Coríntios 6.9-11.
    
A1 – Os impuros (devassos, fornicários ou imorais) não herdarão o Reino de Deus.
     
A2 – Os idólatras (os que adoram ídolos) não herdarão o Reino de Deus.
     
A3 – Os adúlteros não herdarão o Reino de Deus.
     
A4 – Os efeminados não herdarão o Reino de Deus.
     
A5 – Os sodomitas não herdarão o Reino de Deus.
     
A6 – Os ladrões não herdarão o Reino de Deus.
     
A7 – Os avarentos não herdarão o Reino de Deus.
     
A8 – Os bêbados não herdarão o Reino de Deus.
     
A9 – Os maldizentes (ou caluniadores) não herdarão o Reino de Deus.
     
A10 – Os roubadores (assaltantes) não herdarão o Reino de Deus.

Todos aqueles que praticam essas coisas não terão parte no Reino de Deus, ou seja, não terão direito ao Céu.
     
No versículo 11 a Bíblia diz que éramos assim, mas fomos lavados, santificados e justificados em Nome de Jesus Cristo e no Espírito de Deus.
     
Por isso, aquele que nasceu de novo abandona essas práticas pecaminosas e condenadas pelas Escrituras.

02 ONDE ENCONTRAMOS O SEGUNDO GRUPO DE PRÁTICAS CONDENADAS PELA PALAVRA DE DEUS?

A – Vejamos o texto bíblico de Gálatas 5.19-21:

A1 – Os que cometem prostituição (imoralidade sexual ou fornicação) não herdarão o Reino de Deus.
     
A2 – Os que têm vida de impureza não herdarão o Reino de Deus.
     
A3 – Os que cometem lascívia (ações indecentes) não podem entrar no Reino de Deus.
     
A4 – Os que praticam feitiçaria não herdam o Reino de Deus.
     
A5 – Os que têm inimizades não herdarão o Reino de Deus.
     
A6 - Os que se metem em porfia (brigas, discussões) não podem herdar o Reino de Deus.
     
A7 – Os que têm ciúme (ciúme doentio, emulações, ciumeira) não poderão herdar o Reino de Deus.
     
A8 – Os que alimentam a ira (os excessos de raiva, de cólera) no coração não herdarão o Reino de Deus.
     
A9 – Os que têm discórdias (desavenças, pelejas, ambição egoísta) não herdarão o Reino de Deus.
     
A10 – As dissensões (a desunião) também são condenadas pela Bíblia.
  
A11 – A bíblia também condena as facções (divisões religiosas, heresias, partidos religiosos).
     
A12 - A inveja é condenada pela Bíblia. Os invejosos não herdarão o Reino de Deus.
     
A13 – A Bíblia também condena a glutonaria (O excesso em comer e beber, pode também estar relacionado à orgias ou farras).

Os que fazem estas coisas não herdarão o Reino de Deus, segundo o texto bíblico sagrado.

03 QUAL É O TERCEIRO GRUPO DE PRÁTICAS CONDENÁVEIS À LUZ DAS SAGRADAS ESCRITURAS?

A – Vejamos Efésios 5.5

A1 – O incontinente (aquele que não se contém, o imoderado, sensual, o fornicador, imoral) não herdará o Reino de Deus.
   
04 O QUE MAIS A BÍBLIA CONDENA?

A – Vejamos Apocalipse 22.15

A1 – Ficarão de fora os cães (talvez o texto se refira a canibais, necrófilos, ou quem comete pecados nojentos).
    
B – Vejamos o texto de Apocalipse 21.8

B1 – Os covardes (tímidos, medrosos, aqueles que se acovardam do nome de Cristo) também ficarão de fora.

B2 – Os incrédulos (aquele que não crê, o ateu, o traidor que nega a Deus) também não herdarão o Reino de Deus.
     
B3 – Os abomináveis (aqueles que cometem abominação) ficarão de fora e serão lançados no lago de fogo.
     
B4 – Os assassinos (homicidas) também serão lançados no Lago de Fogo, que é a segunda morte. Ficarão longe de Deus.
     
B5 – Os mentirosos ficarão de fora e todo aquele que ama e pratica a mentira.

Veja que a Bíblia diz que ficarão de fora. Mas não pára por aí, essas pessoas serão lançadas no lago que arde com fogo e enxofre.

05 ENTÃO O INFERNO É UMA REALIDADE?

Sim. A Bíblia mostra claramente que o inferno existe.
     
Embora muita gente afirme que o “inferno é aqui”, isso não é verídico. A bíblia diz que há um lugar, chamado inferno (também chamado de lago de fogo, segunda morte, trevas exteriores) onde as pessoas sofrerão eternamente.
     
Vamos conferir na bíblia Sagrada.

A – A Bíblia fala da existência do inferno (Mateus 5.29,30; Marcos 9.42-50)

B – A Bíblia mostra como é o inferno

B1 – É um fogo que nunca se apaga (Marcos 9.43);
     
B2 – O condenado ao inferno nunca morre (Marcos 9.44,46,48).
     
B3 – O condenado ao inferno será atormentado para sempre (Apocalipse 14.9-11; Apocalipse 20.10,15).
     
B4 – É um lugar de tormento e ardor de fogo (Lc 16.23,24).

C – A Bíblia mostra quem irá para o inferno

C1 – O inferno foi preparado para o diabo e seus anjos (Mateus 25.41).
     
C2 - Mas aqueles que fazem a vontade do diabo também irão para lá (Mateus 25.41 e 46).
     
C3 – Todo aquele que não tiver o nome inscrito no Livro da Vida irão para o inferno, para o Lago de Fogo, que é a segunda morte (Ap 20.15).

06 O QUE ACONTECE SE ALGUÉM SE DESVIAR?

Em primeiro lugar, é bom deixar claro o seguinte, o verdadeiro salvo não se desvia. Ele pode até cair, esfriar na fé, mas, desviar-se jamais. Há uma diferença entre cair no caminho e desviar-se do caminho.
     
Vejamos os textos da Palavra de Deus que trata sobre a questão daqueles que se desviam:

A - Lucas 11.24-26

B - II Pedro 2.20-22

Aprenda o seguinte: Essas pessoas são aquelas que tentam fazer parte de uma igreja, porém nunca nasceram de novo, nunca se tornaram filhos de Deus. Certamente essas pessoas se desviarão, voltarão para as coisas do mundo, porque nunca foram filhos de Deus.

O verdadeiro filho de Deus pode até cair, mas não se desvia. El pode até cair no caminho,mas não se desvia desse caminho.
     
Veja o que João diz em I João 2.19: “Eles saíram de nosso meio; entretanto, não eram dos nossos; porque, se tivessem sido dos nossos, teriam permanecido conosco; todavia, eles se foram para que ficasse manifesto que nenhum deles é dos nossos.

CONCLUSÃO

Existem outras práticas erradas, as quais você precisa também deixar. Existem também muitas práticas boas que você precisa aprender. Tudo isso você aprenderá no “Culto de Doutrina” e na “Escola Dominical”. Freqüente esses cultos.



COMPLEMENTO

ARTIGO 17 - Da Obra do Espírito Santo no Crente

“O Espírito santo continua a habitar e a operar naquele que faz nascer de Deus; esclarece-lhe a mente mais e mais com as verdades divinas, eleva e purifica-lhe as afeições adiantando nele a semelhança de Jesus, estes fruto do espírito são prova de que passaram da morte para a vida, e que são de Cristo.” (Jo 14:16,17;  Jo 16:13;  II Co 3:18; Gl 5:22,23)

(28 Artigos da Breve Exposição das Doutrinas Fundamentais do Cristianismo)



1 de setembro de 2012

Algumas Pérolas de Ellen White


ALGUMAS PÉROLAS DE ELLEN G. WHITE

Esta semana estive dando uma lida no site do CACP e encontrei um artigo que traz uma lista de ensinos da "profetisa" Ellen White, da Igreja Adventista do Sétimo Dia, com refutações, é claro. Julguei importante postar o link aqui para que os leitores deste blog possam, como eu, perceber a trivialidade das "profetadas" desta mulher, considerada a voz profética entre os sabatistas.

Se essa é a maior autoridade que eles têm, acima até das Escrituras Sagradas, estão perdidos, pois a "bússola" de White aponta para o nada. Desnorteia seus seguidores.

É preciso voltar ao fiel ensino das Escrituras Sagradas, SOLA SCRIPTURA.

Pr. Gilson Soares dos Santos

Clique no Link abaixo e leia o artigo direto do Site do CACP: